quarta-feira, 31 de outubro de 2007

ESSÊNCIA

DA PRUDÊNCIA

"O homem verdadeiramente prudente não diz tudo quanto pensa,
mas pensa tudo quanto diz."
(ARISTÓTELES)
"O Pensador" - escultura de AUGUSTE RODIN

terça-feira, 30 de outubro de 2007

RECEITA PARA LAVAR PALAVRA SUJA

Mergulhar a palavra suja em água sanitária.
Depois de dois dias de molho quarar ao sol do meio-dia.
Algumas palavras, quando alvejadas ao sol,
adquirem consistência de certeza,
por exemplo, a palavra vida.
Existem outras, e a palavra amor é uma delas,
que são muito encardidas e desgastadas pelo uso,
o que recomenda esfregar e bater insistentemente na pedra,
depois enxaguar em água corrente.
São poucas as que ainda permanecem sujas
depois de submetidas a esses cuidados,
mas existem aquelas.
Dizem que limão e sal tiram as manchas mais difíceis.
Mas todas as tentativas de lavar a piedade
foram sempre em vão.
Mas nunca vi palavra tão suja como perda.
Perda e morte, à medida que são alvejadas,
soltam um líquido corrosivo
_ que atende pelo nome de amargura _
capaz de esvaziar o vigor da língua.
Nesse caso o aconselhado é mantê-las sempre de molho,
em um amaciante de boa qualidade.
Agora se o que você quer
é somente aliviar as palavras do uso diário,
pode usar simplesmente sabão em pó e máquina de lavar.
O perigo aqui é misturar palavras que mancham
no contato umas com as outras.
A culpa, por exemplo,
mancha tudo que encontra
e deve ser sempre alvejada sozinha.
Outra mistura pouco aconselhada é amizade e desejo.
Desejo, sendo uma palavra intensa, quase agressiva,
pode, o que não é inevitável,
esgarçar a força delicada da palavra amizade.
Já a palavra força cai bem em qualquer mistura.
Outro cuidado importante é não lavar demais as palavras
sob o risco de perderem o sentido.
A sujeirinha cotidiana quando não é excessiva
produz uma oleosidade que conserva a cor
e a intensidade dos sons.
Muito valioso na arte de lavar palavras
é saber reconhecer uma palavra limpa.
Para isso conviva com a palavra durante alguns dias.
Deixe que se misture em seus gestos,
que passeie pelas expressões dos seus sentidos.
À noite permita que se deite,
não a seu lado mas sobre seu corpo.
Enquanto você dorme,
a palavra, plantada em sua carne,
prolifera em toda sua possibilidade.
Se puder suportar a convivência,
até não mais perceber a presença dela,
então você tem uma palavra limpa.
Uma palavra limpa é uma palavra possível.
VIVIANE MOSÉ em "TODA PALAVRA"
Fonte da imagem: www.oficinadasroupas.com

PACIÊNCIA ( exercício diário...)

"Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma,
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma,
A vida não pára."
LENINE
Fonte da imagem: www.fotografiaonline.com

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

SONATA AO LUAR





Quem de nós não teve um momento de extremada dor?
Quem nunca sentiu, em algum momento da vida, vontade de desistir?
Quem ainda não se sentiu só, extremamente só, e teve a sensação de ter perdido o endereço da esperança?
Nem mesmo as pessoas famosas, ricas, importantes, estão isentas de terem seus momentos de solidão e profunda amargura...
Foi o que ocorreu com um dos mais reconhecidos compositores de todos os tempos, chamado LUDWIG VAN BETHOVEEN, que nasceu no ano de 1770 em Bonn, Alemanha, e faleceu em 1827, em Viena, na Áustria.
Bethoveen vivia um desses dias tristes, sem brilho e sem luz. Estava muito abatido pelo falecimento de um príncipe da Alemanha, que era como um pai para ele.
O jovem compositor sofria de grande carência afetiva. O pai era um alcoólatra contumaz e o agredia fisicamente. Faleceu na rua, por causa do alcoolismo. Sua mãe morreu muito jovem. Seu irmão biológico nunca o ajudou em nada, e, além disso, cobrava-lhe aluguel da casa onde morava.
A tudo isso, soma-se o fato de sua doença agravar-se. Sintomas de surdez começavam a perturbá-lo, ao ponto de deixá-lo nervoso e irritado.
Bethoveen somente podia escutar, usando uma espécie de trombone acústico no ouvido. Ele carregava sempre consigo uma tábua ou um caderno, para que as pessoas escrevessem suas idéias e pudessem se comunicar, mas elas não tinham paciência para isto, nem para ler seus lábios.
Notando que ninguém o entendia nem o queria ajudar, Ludwig se retraiu e se isolou.(...) Foi por essas razões que o compositor caiu em profunda depressão. Chegou a redigir um documento, dizendo que ia se suicidar.
Mas, como nenhum filho de Deus está esquecido, vem a ajuda espiritual através de uma moça cega, que lhe fala quase gritando. Ela morava na mesma pensão pobre, para onde Bethoveen havia se mudado, e daria tudo para enxergar uma noite de luar...
Ao ouvi-la, Bethoveen se emociona até as lágrimas... Afinal, ele podia ver! Ele podia escrever sua arte nas pautas...
A vontade de viver volta-lhe renovada e ele compõe uma das músicas mais belas da humanidade: SONATA AO LUAR. No seu tema, a melodia imita os passos vagarosos de algumas pessoas. Possivelmente os dele e os de outros que levavam o caixão mortuário do príncipe, seu protetor.
Olhando para o céu prateado de luar e lembrando da moça cega, como a perguntar o porquê da morte daquele mecenas tão querido, ele se deixa mergulhar num momento de profunda meditação transcendental...
Alguns estudiosos de música dizem que as três notas que se repetem insistentemente no tema principal do 1º movimento da Sonata são as três sílabas da palavra "por quê? Ou outra palavra sinônima, em alemão.
Anos depois de ter superado o sofrimento, viria o incomparável HINO À ALEGRIA, da 9ª Sinfonia, que coroa a missão desse notável compositor, já totalmente surdo.
HINO À ALEGRIA expressa a sua gratidão à vida e a Deus por não haver se suicidado.Tudo graças àquela moça cega que lhe inspirou o desejo de traduzir, em notas musicais, uma noite de luar...
Usando sua sensibilidade, Bethoveen retratou, através da melodia, a beleza de uma noite pelas claridades da lua, para alguém que não podia ver com os olhos físicos...
( Texto baseado em história narrada pelo músico ENRIQUE BALDIVINO)






domingo, 28 de outubro de 2007

ACONCHEGO

Coração que nasce ninho
jamais é coração sozinho
Abriga gente, ovo, sentimento, passarinho
qualquer coisa , enfim,
com urgência de carinho
Coração que nasce ninho
faz proposta de aconchego
(...)
DAISY TOSTES -
que eu conheci no
e onde tem poesia das boas!

Fonte da imagem: www.photografos.com

SAUDADE

(JORGE VERCILLO)
[ E, quando a saudade bate, o coração vira infinito... ]

ESSENCIAL É...

ASSEMELHAR O NOSSO CORAÇÃO
AO CORAÇÃO DAS CRIANÇAS!...
Fotografia de José Manoel Carvalho

REVERÊNCIA PELA VIDA


sábado, 27 de outubro de 2007

"DOCE LEMBRANÇA"

"Uma vez mais se constrói
a CASA AÉREA DA ESPERANÇA.
Nela reluzem alfaias
de SONHO e de AMOR: ALIANÇA."
(Carlos Drummond de Andrade)

[Porque hoje é dia
de memória, saudade e gratidão!...]

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

DEPOIS DA CHUVA

Ontem choveu muito por aqui.
Ruas inundadas, pessoas em busca de abrigo, trânsito caótico.
Muita água lavando a terra, purificando o ar.
Hoje, no entanto, o dia surgiu renovado.
Em tudo, a vida continua...

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

ARTE NATURAL PÓS -MODERNA


(Desconheço a autoria da foto)

APRENDIZADO

A GENTE
PRECISA
APRENDER A
SENTI-LO!...

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

COISAS DA MAFALDA...



E, por falar em FELICIDADE,
lembrei-me de um belíssimo soneto de VICENTE DE CARVALHO,
que transcrevo aqui, para nossa reflexão:
VELHO TEMA
Só a leve esperança em toda a vida
Disfarça a pena de viver, mais nada;
Nem é mais a existência resumida
Que uma grande esperança malograda.
O eterno sonho da alma desterrada,
Sonho que a traz ansiosa e embevecida,
É uma hora feliz sempre adiada
E que não chega nunca em toda a vida.
Essa felicidade que supomos
Árvore milagrosa que sonhamos
Toda arriada de dourados pomos
Existe sim; mas nós não a encontramos
Porque está sempre apenas onde a pomos
E nunca a pomos onde nós estamos.


DE ESTRELAS E ENCONTROS

Passei um bom tempo de minha adolescência ouvindo as palavras do princepezinho de Exupéry: um menino de cabelos louros que, um dia, saiu de seu planeta para conhecer novos amigos.
Em sua companhia, viajei por asteróides, conheci tipos diversos e aprendi lições valiosas sobre o amor e a amizade.
Hoje, sempre que vejo ou escuto alguma referência a ele, recordo-me, com ternura, desse meu pedaço de vida e, de uma forma toda especial , me ilumino...

PRESENTE VIVO



Viver
é conjugação diária
do presente.
Viver é presentear.
Mais do que um jeito de doer
é um modo de doar.
E um presente
mais que um objeto
é o elo entre dois olhos
a floração do gesto
o prateado evento
e o cristalino afeto.
Não se dá
apenas pelo prazer de ver
o outro receber.
Dá-se
para que o outro
entre-abrindo-se ao presente
também dê.
( Affonso Romano de Sant'Anna )
Fotografia: 1000 imagens

TRADUZINDO...

A PAZ
COMEÇA
COM UM SORRISO
Madre Teresa

terça-feira, 23 de outubro de 2007

ESSENCIAL É...

RESPEITAR AS DIFERENÇAS.


(Desconheço a autoria da foto)


EVOCAÇÃO

Entre os reveses do mundo,
há seres que são varandas abertas
ao franco acesso da esperança -
libertam seus sorrisos multicores,
multiplicando favores e bênçãos
como quem resgata sonhos nascidos no Céu...
São eles ainda crianças,
com seus olhares de prata
e corações de ouro,
a entremostrarem
vastidões recônditas
e eternais.
Pouco falam de si -
mas sua luz cotidiana é um arauto,
disseminando serenidades tácitas...
Alguns deles
passaram por dentro de mim
e me deixaram em ponto de estréia:
a cada ensaio,
retive-lhes o tom
para o concerto da vida
que, em surdina,
vai-se fazendo
espetáculo...
[ Em especial neste mês de tantas lembranças caras ao coração,
minha gratidão a todos que, com sua Luz, me vão ensinando a viver melhor!...]

METONÍMICO



"Isto aqui, ôô...
É um pouquinho do
Brasil, iaiá!..."
Ary Barroso


Fonte da imagem: www.brasilcultura.com

ESSÊNCIA DO

"AMOR:
PALAVRA QUE LIBERTA"
Profeta GENTILEZA

(Imagem de autoria desconhecida)

domingo, 21 de outubro de 2007

"CLICK!"

"SO SIMPLE"

RUI MATOS

PORTAS


Há coisas que são conhecidas
e coisas que são desconhecidas;
entre elas, há
PORTAS.
(William Blake)



FOTOGRAFIA: Collin Thompson
PORTAS -
PASSAGENS em formas, cores e tamanhos,
por onde se chega a algum lugar.
Algumas vezes , estão fechadas,
abandonadas de sua função primeira.
Outras vezes, escancaradas
feito convite a descobrimentos...
Portas de ferro, vidro, madeira,
portas da frente, dos fundos, laterais;
"Portas" da alma, sutis, verdadeiras,
"portas" dos sonhos perdidos ou imortais;
todas elas são escolha e caminho
e se abrem ao sentido
que a VIDA nos revela.
************
A imagem acima me motivou a fazer uma enquete: se você pudesse passar por uma das portas, qual escolheria? Por quê?
- Eu escolheria a porta branca de cortinas amarelas, pois me transmite a sensação de que vai dar
num lugar aconchegante e tranqüilo...
Tudo o de que preciso hoje!...
PARTICIPE !











ESSENCIAL É...

MANTER O


O DIA PEDE

REFRESCÂNCIA!...

CRIANÇA ETERNA


Em todo adulto espreita uma criança - uma criança eterna,
algo que está sempre vindo a ser, que nunca está completo,
e que solicita cuidado, atenção e educação incessantes.
Essa é a parte da personalidade humana que quer
desenvolver-se
e tornar-se completa.
(C. G. JUNG)
( Desconheço a autoria da imagem )

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

TERNURINHA

Azul
como o céu
é o rumo
de tua voz.
Hospedo-me
em ti
e deixo
que o tempo
me abrace
inteiro
em seu trajeto...
Fotografia: Pilar Dias

CELEBRAÇÃO

"Que sejam de flores os nossos tapetes.(...)
Deixe as flores e folhas perto de nós, sente-se junto de mim e eu lhe contarei outras histórias.
Ouça o beijo da primavera, cada pétala,
cada gesto dizendo um "SIM".
(VANESSA DA MATA)

Fonte da imagem: www.garatujando.blogs.sapo.pt

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

ESSÊNCIA...

DA INTUIÇÃO



A intuição, semelhante à ponta de um dedo, é tão sensível, que sente imediatamente a presença da Realidade pelo seu toque. Não oferece provas lógicas, mas argumenta assim: estou perfeitamente contente. Tal paz provém unicamente da Realidade. Logo, encontrei a Realidade.
O coração tem razões que a razão desconhece completamente.
Um estudo analítico sobre a rosa requer muito tempo. Mas, num instante, sente-se sua fragrância. Este o método da intuição.
(SADHU SUNDAR SINGH)
( Imagem de autoria desconhecida )

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

DIA DE FLOR...


O dia
amanheceu
com cheiro de luz!...

SE ACHANTE



Era um caranguejo muito se achante.
Ele se achava idôneo para flor.
Passava por nossa casa
Sem nem olhar de lado.
Parece que estava montado num coche
de princesa.
Ia bem devagar
Conforme o protocolo
A fim de receber aplausos.
Muito achante demais.
Nem parou para comer goiaba.
(Acho que quem anda de coche não come
goiaba.)
Ia como se fosse tomar posse de deputado.
Mas o coche quebrou
E o caranguejo voltou a ser idôneo para
mangue.

( Manoel de Barros - "Poemas Rupestres" )


VAMOS QUINTANEAR?



I
DA FELICIDADE
Quantas vezes a gente, em busca de ventura,
Procede tal e qual o avozinho infeliz:
Em vão, por toda parte, os óculos procura,
Tendo-os na ponta do nariz!

II

CARRETO



III

O QUE O VENTO NÃO LEVOU

No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as únicas
que o vento não conseguiu levar:
um estribilho antigo
um carinho no momento preciso
o folhear de um livro de poemas
o cheiro que tinha um dia o próprio vento...

IV


terça-feira, 16 de outubro de 2007

CONFIANÇA

O que é bonito neste mundo, e anima,
é ver que na vindima
de cada sonho
fica a cepa a sonhar outra aventura.
E que a doçura
que se não prova
se transfigura
numa doçura
muito mais pura e muito mais nova.
(Miguel Torga)
Imagem de autoria desconhecida

PÓSTUMO

Na Terra,
fecham-se as cortinas.
Fim de cena.
No Céu,
o espetáculo é para sempre ...
[ A PAULO AUTRAN, grande estrela do teatro brasileiro,
agora em algum ponto do Infinito...]

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

AOS PROFESSORES, meu carinho...

(em PROSA)


ARRUMAR O HOMEM...
Não boto a mão no fogo pela autenticidade da estória que estou para contar. Não posso, porém, duvidar da veracidade da pessoa de quem escutei e, por isso, tenho-a como verdadeira. Salva-me, de qualquer modo, o provérbio italiano: "se non è vera... è molto graciosa!"
Estava, pois, aquele pai carioca, engenheiro de profissão, posto em sossego, admitindo que, para um engenheiro, é sossego andar mergulhado em cálculos de estrutura. Ao lado, o filho, de 7 ou 8 anos, não cessava de atormentá-lo com perguntas de todo o jaez, tentando conquistar um companheiro de lazer.
A idéia mais luminosa que ocorre ao pai, depois de dez ou quinze convites a ficar quieto e a deixá-lo trabalhar, foi a de pôr nas mãos do moleque um belo quebra-cabeças, trazido da última viagem à Europa. "Vá brincando enquanto eu termino esta conta" sentencia entre os dentes, prelibando pelo menos uma hora, hora e meia de trégua. "O peralta não levará menos do que isso para armar o mapa do mundo com os cinco continentes, arquipélagos, mares e oceanos" - comemora o pai-engenheiro.
Quem foi que disse hora e meia? Dez minutos depois, dez minutos cravados, e o menino já o puxava, triunfante:"Pai, vem ver!" No chão, completinho, sem defeito, o mapa do mundo. Como fez? Como não fez? Em menos de uma hora era impossível. O próprio herói deu a chave da proeza: "Pai, você não percebeu que, atrás do mundo, o quebra-cabeças tinha um homem? Era mais fácil. E quando eu arrumei o homem, o mundo ficou arrumado!"
"Mas esse garoto é um sábio!", sobressaltou-se, ouvindo a palavra final.
Nunca ouvi verdade tão cristalina: BASTA ARRUMAR O HOMEM ( tão desarrumado, quase sempre ) E O MUNDO FICA ARRUMADO!
ARRUMAR O HOMEM É A TAREFA DAS TAREFAS, SE É QUE SE QUER ARRUMAR O MUNDO.

(Dom Lucas Moreira Neves in JB. jan.93)
(em VERSOS)
POESIA PRA LÁ DE MODERNA
O aluno da frente pergunta-me:
- Poesia tem que ter rima, professor?
Responder o quê, meu Deus?
O Modernismo aboliu a rima.
(Mas será o meu aluno um modernista?)
Eu falei pra ele do Drummond,
do Bandeira, dos concretos, da Cecília.
Mostrei também os românticos e os árcades.
Até dos simbolistas eu dei aula.
Poesia deve ter sentimento, meu filho!
- Sabe o que é, professor,
é que eu andei pensando
numa poesia para a nossa escola.
Estudei versos parnasianos,
tentei a rima e versos decassílabos alexandrinos.
Pobres rimas me vieram:
amor com dor, dor com professor.
Vou fazer uma poesia pra lá de moderna,
onde haja escola rimando com cidadania,
professor rimando com respeito,
aluno rimando com feliz.
Que me perdoem os poetas de plantão,
os senhores da métrica e os doutores do verso.
( Professor Patrick Araújo Carvalho)
*************
"Para ensinar sempre é necessário
amar e saber;
porque quem não ama
não quer
e quem não sabe
não pode."
(Padre Antônio VIEIRA)
[ A todos vocês que perseveram na Educação,
não obstante as pedras do caminho...]





QUINTANA EM CAMPOS



Quem aprecia a poesia de Mário Quintana não pode perder a exposição VIVER QUINTANA no SESC CAMPOS. São painéis com fotos do poeta, biografia, obra, caricaturas de autoria de vários artistas, entrevistas, depoimentos e documentários.
Todo o material foi gentilmente disponibilizado pela CASA DE CULTURA MÁRIO QUINTANA.
O projeto ficará exposto até 31 de outubro nos seguintes dias e horários:
3ª a 6ª - das 10h às 19h.
Sábados e domingos - das 9h às 18h.
Entrada gratuita.
Passe lá para conferir esse belo trabalho!

domingo, 14 de outubro de 2007

sábado, 13 de outubro de 2007

HOMENAGEM

[ Há 39 anos anos , nesta data, o Céu recebia, de volta , o poeta Manuel Bandeira...
Imagino Bandeira
entrando no céu:
- Liçença, São Pedro!
E São Pedro, com alegria:
- Entra, meu filho! Vem me ensinar poesia!...]


"Ontem, hoje, amanhã: a vida inteira,
Teu nome será sempre, para nós, Manuel, bandeira."

(Carlos Drummond de Andrade)


Fonte da imagem: www.trekearth.com



OFERENDA


Tenho uma pérola para teus dias... Colhe-a. Põe-na em teus sonhos mais singelos. Ela contém uma bênção transparente como os rios em suas nascentes... É de matéria fluida e indizível, mas como brilha!...

"CLICK"!

"CONTRASTES"
Manuela Viola

NOBEL 2007


DA PAZ:
AL GORE e IPCC
( Painel Intergovernamental
sobre Mudanças Climáticas)


[ Porque PRESERVAR O MEIO AMBIENTE é também uma forma de PROMOVER A PAZ!...]

****************

DE LITERATURA:

DORIS LESSING - escritora britânica, cuja obra vasta e variada
é marcada pelos cenários da África e pela causa feminista.
Alguns de seus livros:
- "O Caderno Dourado"
- "Debaixo De Minha Pele"
- "O Quinto Filho"






sexta-feira, 12 de outubro de 2007

BOM FERIADO!

[ Uma pausa no cotidiano revigora o corpo e revivifica a alma!...
Então, "pernas para o ar , que ninguém é de ferro"!... ]

SEMENTE DO AMANHÃ

( UMA MENSAGEM DE PERSEVERANÇA...)
Ontem um menino que brincava me falou
que hoje é semente do amanhã.
Para não ter medo que este tempo vai passar...
Não se desespere, não, nem pare de sonhar...
Nunca se entregue, nasça sempre com as manhãs,
deixe a luz do sol brilhar no céu do seu olhar!
FÉ NA VIDA!
FÉ NO HOMEM!
FÉ NO QUE VIRÁ!
Nós podemos tudo, nós podemos mais!
VAMOS LÁ FAZER O QUE SERÁ!...
(Gonzaguinha)
Fonte da imagem: http://www.silencioesons.zip.net/

INOCÊNCIA


"DEIXAI VIR A MIM AS CRIANCINHAS; NÃO AS IMPEÇAIS."

[ Em lembrança das crianças do mundo inteiro... e também daquela que um dia fomos e que sustenta nossa esperança... ]

(Imagem de autoria desconhecida)

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

MÃOS


Harpas de amor, tangendo de mansinho
A música do bem ditosa e bela,
As mãos guardam a luz que te revela
A mensagem de paz e de carinho.
Não te digas inútil ou sozinho...
Na existência mais triste ou mais singela,
Nas mãos, todo um tesouro se encastela,
Derramando-se em bênçãos no caminho.
Ara, semeia, tece, afaga e ajuda...
Mãos no trabalho são a prece muda
De nossos corações, vencendo espaços...
E, aprendendo com Cristo, ante o futuro,
Tuas mãos, como servas do amor puro,
São estrelas fulgindo nos teus braços.
(Auta de Souza)
[ Desconheço o autor da foto]

terça-feira, 9 de outubro de 2007

E POR FALAR EM ESSÊNCIA...

Vale a pena percorrer as páginas deste livro, organizado por CARLOS FIGUEIREDO.
É uma compilação que registra, desde sua origem até os dias de hoje, alguns dos poemas mais significativos de nossa língua. Foi lançado em 2004, mas só agora pude comprá-lo.
Acho que me dei bem! Ao menos, passo o feriado com poesia... e das boas!...

PARA FAZER UM POEMA


Pedi a um poeta
que me ensinasse
a fazer um poema.
- Prenda na página
um pássaro invisível
e nas palavras
solte seu vôo.
ELZA BEATRIZ

FRAGRÂNCIA


Sonha
a
rosa
desperta
na haste
mais nobre e pura
um
dia
sorrir liberta

do alto
de uma lembrança
ou num
gesto de ternura...

Poderá também gostar de :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...