segunda-feira, 30 de junho de 2008

LAVAR E ESCREVER

"Deve-se escrever da mesma maneira como as lavadeiras lá de Alagoas fazem seu ofício. Elas começam com uma primeira lavada, molham a roupa suja na beira da lagoa ou do riacho, torcem o pano, molham-no novamente, voltam a torcer. Colocam o anil, ensaboam e torcem uma, duas vezes. Depois enxáguam, dão mais uma molhada, agora jogando a água com a mão. Batem o pano na laje ou na pedra limpa, e dão mais uma torcida e mais outra, torcem até não pingar do pano uma só gota. Somente depois de feito tudo isso é que elas dependuram a roupa lavada na corda ou no varal, para secar.
Pois quem se mete a escrever devia fazer a mesma coisa.
A palavra não foi feita para enfeitar, brilhar como ouro falso; a palavra foi feita para dizer."
GRACILIANO RAMOS , autor de "Caetés" e "Vidas Secas"
***
Fonte: Revista "Língua Portuguesa "- edição especial (REDAÇÃO)

domingo, 29 de junho de 2008

ATITUDE

Jamais esmoreçamos ante os obstáculos que nos aparecem pela frente!
A VIDA nos pede ATITUDE!

TRADUZINDO...

[... E REFLETINDO MUITO!... ]
"THAT OUR AFFECTIONS
KILL US NOT, NOT DYE."
( DONNE )
****
"Que nossas afeições
não nos matem nem morram."

sexta-feira, 27 de junho de 2008

SOBRETUDO VIDA!

NÃO SEI
Não sei se a vida é curta
ou longa demais para nós.
Mas sei que nada do que vivemos tem sentido,
se não tocarmos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que acaricia,
desejo que sacia,
amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo.
É o que dá sentido à vida
e o que faz com que ela não seja
nem curta, nem longa demais.
Mas que seja intensa, verdadeira e pura enquanto durar.
(Cora Coralina)



"Porque a VIDA,
a VIDA só é possível REINVENTADA"!
(Cecília Meireles )



"E a VIDA vai tecendo LAÇOS
Quase impossíveis de romper:
Tudo o que amamos são pedaços
Vivos do nosso próprio ser."

( Manuel Bandeira )



OS ANOS SÃO DEGRAUS

Os anos são degraus; a vida, a escada.
Longa ou curta, só Deus pode medi-la.
E a Porta, a grande Porta desejada,
Só Deus pode fechá-la, pode abri-la.
São vários os degraus: alguns sombrios,
Outros ao Sol, na plena luz dos astros,
Com asas de anjos, harpas celestiais;
Alguns, quilhas e mastros
Nas mãos dos vendavais.
Mas tudo são degraus; tudo é fugir
À humana condição.
Degrau após degrau,
Tudo é lenta ascensão.

Senhor, como é possível a descrença
Imaginar, sequer, que ao fim da estrada
Se encontre, após esta ansiedade imensa,
Uma porta fechada
E nada mais?
( Maria Fernanda de Castro )
( Desconheço os autores das imagens )





quinta-feira, 26 de junho de 2008

SILÊNCIOS


"...existem numerosas maneiras de falar e também numerosas formas de silêncio. Certos silêncios podem implicar em uma hostilidade virulenta; outros, por outro lado, são indicativos de uma amizade profunda, de uma admiração emocionada, de um amor."
MICHEL FOUCAULT
( Desconheço o autor da imagem )

BAZAR

Texto de CHICO BUARQUE e EDU LOBO
Fotopoema de MARGARIDA

quarta-feira, 25 de junho de 2008

PENEIRANDO AS PALAVRAS


Certo dia, alguém veio ao encontro de Sócrates para falar-lhe de um amigo. E começou dizendo:
"Imagine, Sócrates, o que seu amigo fez. Preciso contar-lhe antes que você saiba pelos outros."
"Pára", disse-lhe Sócrates. "O que você quer me comunicar já passou pelo crivo das três peneiras?"
"Que três peneiras são essas e o que têm a ver com aquilo que lhe quero dizer?"
Sócrates, então, propôs passar aquilo que o interlocutor queria lhe contar pela primeira peneira: A VERDADE.
"Vamos ver se passa pela primeira. Você averiguou se tudo o que quer dizer corresponde à verdade? Está comprovado? É verdadeiro?"
"Não", respondeu o outro. "Eu só ouvi dizer. O pessoal disse que..."
"Você só ouviu dizer?", espantou-se Sócrates. "Mas agora vamos ver a segunda peneira: A BONDADE", continuou o filósofo. "Aquilo que você quer me contar e que não foi comprovado ainda ao menos é bom?"
"Bom não é. Pelo contrário."
"Então", retrucou imediatamente Sócrates, "aquilo não é comprovado nem bom!..."
"Vamos , por último, ver se ao menos passa pela terceira peneira: A NECESSIDADE. Será que aquilo que te preocupa é tão necessário assim?"
"Necessário também não é", disse-lhe o outro, "mas..."
Sócrates sorriu sabiamente e disse: "Se aquilo que você quer contar a respeito de meu amigo não é verdade nem bom e muito menos necessário, então enterre e esqueça para que não envenene a mim e a você mesmo."

UMA QUESTÃO DE PERSPECTIVA

[ Macanudo - por Liniers ]
Aquilo de que precisamos está sempre ao nosso alcance.
É só educarmos o olhar !...

terça-feira, 24 de junho de 2008

FLORAL

Isto é que é viver
em "mar de rosas"!...

segunda-feira, 23 de junho de 2008

"EXPERIMENTAR DEUS - a transparência de todas as coisas"

Este é o título de um dos belos livros de LEONARDO BOFF, um dos mais conhecidos teólogos da libertação e conferencista requisitado internacionalmente. Escreveu mais de sessenta livros e dedica-se, atualmente, ao tema da ecologia e espiritualidade, com vista à construção de uma eco-democracia integradora e planetária.
Selecionei, abaixo, alguns fragmentos de texto retirados desta obra para nossa reflexão:

"Experimentar Deus não é pensar sobre Deus,
mas sentir Deus com a totalidade de nosso ser.
Experimentar Deus não é falar de Deus aos outros,
mas falar a Deus junto com os outros."
"Experimentar Deus é tirar o mistério do universo do anonimato e conferir-lhe um nome, o de nossa reverência e de nosso afeto."
"Deus perpassa toda a realidade. Pode, por isso, ser percebido e experimentado nas mais diferentes situações da vida e em cada detalhe da vida pessoal e do universo."

"...Deus arde em nosso coração e ilumina nossa vida. Então não precisamos mais crer em Deus. Simplesmente sabemos Dele porque o experimentamos."

( Imagem de autoria desconhecida )


domingo, 22 de junho de 2008

INTERIORIZAÇÃO

O CAMINHO DE DENTRO
VOCÊ É QUEM TRILHA!...
Fotografia: Gregory Colber



sábado, 21 de junho de 2008

Poema de Quirino (Hoje é Dia de Maria)

(A TODOS OS CORAÇÕES QUE FAZEM DO SENTIMENTO A POESIA UNIVERSAL...)

"O homem é um grão na imensidão da Terra.
E não erra quem diz que a Terra inteira
é um grão de poeira no Universo.
E que o meu verso é nada,
comparado a tais grandezas.
Mas digo, com certeza:
meu verso, comparado à vida,
tem alto valor, pois há de ficar
quando minha vida se for.
Então me respondam, por favor,
qual o valor mais alto?
O Universo, a Terra, a vida ou o verso?
É verdade que o homem é um grão
na imensidão da Terra.
Mas é um grão que guarda em si
a vida, o amor e o verso.
Então se dá o reverso:
o grão de pó ganha a grandeza,
e nós ganhamos a certeza
que a poesia indica:
as eras do Universo passam...
E o homem que ama fica!..."




AMIZADE SELADA



A Lenissa ( "Centelhas de Idéias") me enviou este selinho charmoso que recebi como um gesto de carinho, e com o qual me sinto muito honrada, afinal, AMIZADE deve ser partilhada, multiplicada!... E, como estou entrando na campanha, não poderia deixar de fora alguns de meus amigos aqui da blogosfera! Por isso sintam-se fraternalmente "selados":


1- Meu amigo "Benja", do "Irmão Sol, Irmã Lua" - cantinho bom para reflexões espirituais, em que se pode aprender algo elevado para a vida!

2-A querida "Mari", cujos "Sentimentos e Palavras" têm sido um pouso abençoado ao meu coração...

3- Cátia, cuja espontaneidade e alegria de viver se irradiam no "Rastros de Impressões", onde sempre me restauro e encontro bons motivos para sorrir!

4-Carol Timm, que com sua meiguice poética se faz presente lá na "Casa de Palavras", de portas abertas para receber nossa emoção!

5- Mel, com quem tenho aprendido que "Patchwork" pode ser, muito mais do que uma arte manual, uma arte deliciosa com palavras...

6- Margarida, "entre tantas", uma flor de alma que admiro e por quem sinto grande ternura!...

Vocês têm sido ternas presenças neste espaço ! Obrigada, de coração!... E não se esqueçam de "selar" outros amigos!

sexta-feira, 20 de junho de 2008

ACONCHEGO

Quem afirma que não gosta
de um pouco de carinho,
de estar, assim, juntinho,
de ficar só no chamego?

Para gente ou passarinho,
em qualquer fase da vida,
o amor é sempre um ninho,
uma forma de aconchego!...
[ Desconheço o autor desta linda fotografia!...]

NOS DIAS DIFÍCEIS

Nos dias difíceis, reflete nos outros dias difíceis que se foram.
Depois de atravessados transes e lutas que supunhas insuperáveis, não soubeste explicar a ti mesmo de que modo os venceste e de que fontes hauriste as forças necessárias para te sustentares e refazeres, durante e depois das refregas sofridas.
Viste a doença no ente amado assumir gravidade estranha e sem que lograsses penetrar o fenômeno em todos os detalhes, surgiu a medicação ou a providência ideais que o arrebataram da morte.
Experimentaste a visitação do desânimo, à frente dos obstáculos que te gravaram a vida, mas sem que te desses conta do amparo recebido, largaste o desalento das trevas e regressaste à luz da esperança.
Crises do sentimento que se te afiguravam invencíveis, pelo teor de angústia com que te alcançaram o imo da alma, desapareceram como por encanto sem que conseguisses definir a intervenção libertadora que te restituiu à tranqüilidade.
(...)

Tudo isso, entretanto, sucedeu porque persististe na fé, aguardando e confiando, trabalhando e servindo, sem te entregares à deserção ou à derrota, ofertando ensejo à Bondade de Deus para agir em teu benefício.
Nas dificuldades em andamento, considera as dificuldades que já venceste e compreenderás que Deus, cujo infinito amor te sustentou ontem, sustentará também hoje.
Para isso, porém, é imperioso permanecermos fiéis ao cumprimento de nossas obrigações, de vez que a paciência, no centro delas, é o dom de esperar por Deus, cooperando com Deus sem atrapalhar.
Texto de Emmanuel
Fonte da imagem: www.sendaluz.no.sapo.pt

LAÇOS

Desde sempre, fui amparada por poderosos laços de afeto!..
Bênçãos luminosas que DEUS me concedeu,
por acréscimo de Sua Misericórdia,
para minha aprendizagem pessoal.
Recordo-me ,agora, com carinho, dos que estão,
de algum modo, distantes. Na Terra ou no Céu... E sinto suas marcas invariavelmente impressas no meu sentimento, fortalecendo minhas esperanças mais suaves...
Esses corações queridos me estenderam
sua amizade vigorosa e sem limites...

Por tudo isso, é sempre TEMPO DE AGRADECER!...

( Fotomontagem de autor desconhecido )

quinta-feira, 19 de junho de 2008

BUSCA DA SABEDORIA

Todos os dias são oportunidades:
de aprendizagem,
de crescimento e
de realização.
Renovarmos diariamente a nossa VONTADE e o nosso ENTENDIMENTO sobre essas coisas é um sinal de SABEDORIA.

( Imagem de autor desconhecido )

quarta-feira, 18 de junho de 2008

A UMA ESTRELA


"Heróis existem.
E eles não são grandes, nem fortes, nem indestrutíveis.
Nem têm superpoderes.
Eles não matam, mas morrem.
Não são de outro mundo,
Embora, muitas vezes, pareçam não ser deste aqui.
Heróis existem.
E são de carne e osso,
Geralmente mais carne do que osso
Porque são sangue.
Heróis existem.
E nunca fogem da luta.
Existem.
E têm sempre uma personalidade só.
Porque não costumam ter o que esconder.
Heróis existem.
E aparecem sempre que temos certeza
de que a raça humana está perdida.
E surgem justamente nesses momentos
como a nossa salvação.
Porque o heróis são, antes de tudo,
humanos.
Heróis existem."
******
[ Uma bênção especial aos heróis da Vida , da Fé e do Amor!... ]
Fotografia de SÍRIUS,
estrela localizada na Constelação Cão Maior

terça-feira, 17 de junho de 2008

LUZ

Há um som contínuo nesta noite.
Faz tempo que não o percebo entre pausas.
Porém um sentido novo desata-me o verbo, e minhas mãos se põem a juntar caminhos de tradução.
É um som que me desliga de mim e me toma pela alma em direção às estrelas. Sigo com ele, enquanto o vento faz carícia.
Abro as asas em sonho...
No espaço livre da noite, sou ave ritmada e me entrego à amplitude, onde tudo é permanência...
Tua imagem segue comigo como um roteiro vivo de lúcida alegria.
Em tua companhia, singularmente colho pérolas....

(Imagem de autor desconhecido)

LUNAR

"
Quando a lua é muito grande e a noite muito escura e o lugar é muito,
muito alto, o céu vaza em luz, o céu derrama em brilho,
nas folhas, nas águas dos rios e no cabelo da gente."
Viviane Mosé em "toda palavra"
( Desconheço o autor da fotografia )

segunda-feira, 16 de junho de 2008

DA ESCRITA

"Escrever pode ser um mantra.
Ou pode ser um muro."
VIVIANE MOSÉ
( Imagem de autoria desconhecida )


domingo, 15 de junho de 2008

NO MAR

Um dia, eu fui criança e me abri ao mar.
Aprendi sua vastidão e me inundei de refrescância.
O gosto de maresia temperou os meus sonhos e, em liberdade,
ganhei o ritmo das marés.
Por isso meus olhos têm profundidade oceânica
e o meu silêncio é de fundo;
qualquer movimento estanca sem duração.
( Minha infância, eu a reencontro no mar...)

AOS NOSSOS CORAÇÕES


( Fotomontagem de autoria desconhecida )

sábado, 14 de junho de 2008

sexta-feira, 13 de junho de 2008

Sailing: Christopher Cross

Uma música que me inspira liberdade e paz!... Uma parte da minha história...

quinta-feira, 12 de junho de 2008

DISCIPLINA E AMOR


O amor disciplina tanto
Que, no fundo, aperfeiçoa
A conquista de nós mesmos
Por meio de outra pessoa.

JÚLIO MACIEL

ESPECIAL

Neste dia,
lembrar que o

a essência da Vida!...
[ Que a tessitura seja plena!...]

quarta-feira, 11 de junho de 2008

ESSENCIAL É...

a expressão do afeto!...
[ Imagem de autor desconhecido ]

terça-feira, 10 de junho de 2008

BELEZA NATURAL

O céu estrelado, para mim,
é um convite à transcendência...
Diante dele, sinto a Presença Amorosa de Deus
e me alimento do Infinito em sua profundidade...

segunda-feira, 9 de junho de 2008

A CAMPANHA CONTINUA...


[ Pode ser mais simples do que parece...]

ARTE EM MARMITAS

Quem pensa que comer não é uma arte se engana.
As marmitas abaixo apetecem!...
Verdadeiras obras artísticas!
E tem para todo gosto!
Sirva-se à vontade!
( Ainda que seja apenas na imaginação!...)


Fonte das imagens: "Capinaremos"

sábado, 7 de junho de 2008

DA HUMANIDADE

SER HUMANO...
Difícil montar as peças desse quebra-cabeça;
mas vale a pena tentar!...
(Foto de autor desconhecido)

VIDA E CRIAÇÃO

Viver...
Uma bênção.
Um caminho.
Uma obra que se compõe com afeição e arte.
Criação diária de destino.
( Imagem de autoria desconhecida )





quinta-feira, 5 de junho de 2008

ORAÇÃO DE SEMPRE

( Orar sob a tempestade,
esperando a calmaria!... )
( Fotomontagem de autor desconhecido )

quarta-feira, 4 de junho de 2008

DO APEGO

"No apego, o hábito comanda a relação;
é o medo do novo, do desconhecido, da solidão.
Muitas vezes, preferimos o que não gostamos porque já o conhecemos,
e não nos arriscamos em busca do que realmente poderíamos gostar."
ANNA SHARP - "Reflexões
para os que ousam pensar e questionar"
( Imagem de autor desconhecido )

"CLICK!"

"LUGAR SEGURO"

NUNO SILVA

domingo, 1 de junho de 2008

MINHAS IMPRESSÕES

Terminei a leitura deste livro há algumas horas atrás e , como prometi, vim direto ao computador, para deixar as minhas impressões com vocês.
"Amor em minúscula", de Francesc Miralles, é um romance terno, que nos traz a lição do olhar para as pequenas coisas e nos vai convidando, ao longo de seu enredo, a valorizar os sinais mágicos da vida.
Num primeiro momento, o que me chamou a atenção foi o seu título, para mim, inusitado, já que raramente imaginamos o amor como um sentimento a ser expresso em minúscula. Senti-me provocada e, desde as primeiras páginas até a última - poesia pura! - vi-me envolvida com a história de Samuel, um solitário professor de filologia germânica, que tem a sua vida transformada a partir de uma série de ocorrências, aparentemente isoladas, mas que, em essência, são elos fundamentais ao seu crescimento e à sua felicidade pessoal.
A narrativa se inicia no Ano Novo, uma metáfora significativa de renovação. E realmente tudo seria diferente e especial para aquele professor tão habituado à solidão rotineira. Um gato, um vizinho, um homem de comportamento irreverente, o reencontro com um amor antigo compõem a cadeia de acontecimentos que tem um sentido primordial: a compreensão de que o futuro depende de atos mínimos praticados no presente. Amor em minúscula, portanto, é aquele que se expressa diariamente, nos gestos mais simples, e que, por conseqüência natural , se expande e se multiplica...
Além da beleza de sua mensagem, não me passou despercebida a preciosa carga de informações que Francesc Miralles nos oferece sobre obras e autores alemães, o que nos proporciona um enriquecimento cultural relevante.
Uma leitura agradável. Uma aprendizagem necessária a todos nós. Recomendo!

Poderá também gostar de :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...