sábado, 21 de junho de 2008

Poema de Quirino (Hoje é Dia de Maria)

(A TODOS OS CORAÇÕES QUE FAZEM DO SENTIMENTO A POESIA UNIVERSAL...)

"O homem é um grão na imensidão da Terra.
E não erra quem diz que a Terra inteira
é um grão de poeira no Universo.
E que o meu verso é nada,
comparado a tais grandezas.
Mas digo, com certeza:
meu verso, comparado à vida,
tem alto valor, pois há de ficar
quando minha vida se for.
Então me respondam, por favor,
qual o valor mais alto?
O Universo, a Terra, a vida ou o verso?
É verdade que o homem é um grão
na imensidão da Terra.
Mas é um grão que guarda em si
a vida, o amor e o verso.
Então se dá o reverso:
o grão de pó ganha a grandeza,
e nós ganhamos a certeza
que a poesia indica:
as eras do Universo passam...
E o homem que ama fica!..."




5 comentários:

Mel disse...

"E o homem que ama fica"...

Pensando nisso...

Pois somos amor!

Beijos e um lindo dia!

Mel

Marilac disse...

Rose,

Que lindo poema,e que bela questão nos apresenta!
Eu também me detive nesse verso:
"E o homem que ama fica!..."

O amor realiza milagres!!!

Bjs
Marilac

Carol Timm disse...

Rose,

E o homem que ama continua para sempre!

Eu não tinha assistido todos os episódios e esse lindo poema com certeza não tinha visto... é tão bonita a poesia interpretada também...

Beijos e um domingo cheio de poesia para nós!
Carol

Ela disse...

Bem assim, "um grão na imensidão"

E SABER QUE A AÇÃO LOCAL DESTE GRÃO, INFLUENCIA TODA A GLOBALIDADE DELE.

Eu ja disse que gosto dos temas que voc~e seleciona aqui.
Pois que fique dito.

beijos

Marcos Serafim disse...

"Mas digo, com certeza:
meu verso, comparado à vida,
tem alto valor, pois há de ficar
quando minha vida se for."

Admirei muito seu blog, gosto de escrever... se puder dê uma olhada.

Abraços!

Poderá também gostar de :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...