segunda-feira, 27 de julho de 2009

CONTO PARA IMAGEM ( Nº 2 )

( Breve explicação:
há um tempo atrás, publiquei aqui,
um conto mínimo , escrito
a partir de uma imagem que me era significativa.
Retomo hoje esse exercício. E pretendo que
seja uma nova seção neste blog.
Minha motivação será sempre uma imagem escolhida.
E que ela possa dizer também pelas minhas palavras!... )
Tinha o dom de nunca ir.
Ficava sempre, ainda que o tempo gritasse ao seu ouvido.
Sua presença era surda-muda, mas seu olhar comunicava uma vontade invisível.
Um dia, o sol colheu-a, sem sobreaviso; quebrou-lhe a resistência infinita e a convidou a ser luz.
Seus olhos criaram asas.
E a vida que nunca ia ganhou forma em novo tom: ensolarou-se...

Fonte da Imagem: http://www.th05.deviantart.net.jpg/


ESSÊNCIA...

DA
TERNURA:
Luz
que,
na alma,
acende
brandura...

( Desconheço o autor da fotografia )


NOS BRAÇOS DE MORFEU

( Que soninho gostoso, gente!... )

CECILIANDO...

( Porque CECÍLIA é uma voz
que abre vales na alma...)
"O que tu viste amargo,
Doloroso,
Difícil,
O que tu viste breve,
O que tu viste inútil
Foi o que viram os teus olhos humanos,
Esquecidos...
Enganados...
No momento da tua renúncia
Estende sobre a vida
Os teus olhos
E tu verás o que vias:
Mas tu verás melhor..."


"Parece, até, que, de tão fluida, a luz é aroma..."


"Não faças de ti
um sonho a realizar .
Vai.
Sem caminho marcado.
Tu és de todos os caminhos.
Sê apenas uma presença.
Invisível presença silenciosa.
Todas as coisas esperam a luz,
Sem dizerem que a esperam.
Sem saberem que existe.
Todas as coisas esperarão por ti,
Sem te falarem.
Sem lhes falares."



"...e fico tonta.
Acordada de repente nas praias tumultuosas.
E apressam-me, e não me deixam sequer mirar a rosa-dos-ventos.
'Para adiante! Pelo mar largo,
Livrando o corpo da lição frágil da areia!
Ao mar! - disciplina humana para a empresa da vida!'"
Textos: Cecília Meireles
( Desconheço a autoria das imagens )




quarta-feira, 22 de julho de 2009

ESCOLHAS

A vida oferece caminhos como portas
que necessitam de nós para serem abertas.
Ao se apresentar assim, tão diversa,
o que ela nos propõe, na verdade,
é um rigoroso exercício de seleção.
( Desconheço o autor da fotografia )

segunda-feira, 20 de julho de 2009

sábado, 18 de julho de 2009

LEVEZA

( Tenho pensado tanto
nisto... )
Fonte da imagem:

MERGULHO

Ando de conversa com a vida.
Ela me escuta do seu jeito:
às vezes, doce; outras, certeiro;
e diz coisas decisivas
que procuro assimilar-
como quem recolhe pérolas
quase sempre esquecidas
nas profundezas do mar...
( Desconheço a autoria da imagem )

sexta-feira, 17 de julho de 2009

ESSENCIAL É...

SORRIR PARA A VIDA!...
Afinal, todos os dias
constituem oportunidades
de recomeçar!...

( Imagem de autoria desconhecida )


DO OLHAR

( Porque, às vezes, na vida,
o nosso olhar adoece...
É quando o Céu
envia anjos que
nos ajudam
a melhorar... )
"...Como a chuva molha
o que se escondeu,
o seu olhar,
seu olhar melhora,
melhora o meu."
ARNALDO ANTUNES
( Desconheço o autor da imagem )

segunda-feira, 13 de julho de 2009

TRAQUINAGENS DA SAYÔ

A SAYÔ é muito espontânea e sensível. Isso é o que sentimos ao visitar o seu delicado blog.

Ali se encontram vida, poesia e arte. Quer mais ?

















Então não perca tempo!
Faça uma visita!
e se encantar!

O BRANCO DA PÁGINA

( Porque escrever
é um exercício árduo
de espera...)
A folha em branco sente fome de letras.
Espera por palavras de sentidos diversos.
E, qual se fora a vastidão fértil dos campos, busca-se num espaço de semeaduras.
No seu corpo virgem, histórias ainda serão contadas, se a ponta do lápis der asas ao sonho, e a linha for convite ao interdito - porque todo o vazio é feito de espera...
Mas, enquanto o texto não chega, sua alma é uma espiral: vive em sobrevoos de possibilidades...
( Desconheço a autoria da imagem )

domingo, 12 de julho de 2009

SÓ PALAVRAS...

"As PALAVRAS
só têm SENTIDO se nos ajudam
a VER MELHOR o mundo.
Aprendemos palavras
para MELHORAR os olhos."

RUBEM ALVES

( Imagem de autor desconhecido )

RUÍNAS

( Porque, em tudo, há o dom do recomeço...
É só apurar o olhar... )
"Como a fúria da chuva lavou o telhado
E o cansaço nos fez a vigília enfrentar,
As ruínas são restos, mas não do que acaba,
E sim do que morre pra recomeçar."


Oswaldo Montenegro

"Ruínas de sol"

Desconheço a autoria da imagem

quinta-feira, 9 de julho de 2009

INSCRIÇÕES DE ADELAIDE


















AINDA ASSIM

toda saudade é bruma
e ainda assim
dói


saudade é como viajar
num barco que se perdeu
VÔO
abri a janela
e o pequeno silêncio
voou
diluído em luz
Se quiser conhecer mais poemas da querida ADELAIDE AMORIM,
é só visitar o seu maravilhoso blog:

Imagem do barco: www.ipt.olhares.com

Desconheço a autoria da fotografia da janela

quinta-feira, 2 de julho de 2009

SINCRONIA

( Não parecem ensaiados
estes amiguinhos emplumados?
rsrsrs... )
Os pássaros,
em sua leveza,
sabem
que a vida
tem um ritmo.
Por isso
é que voam com graça,
e suas asas entram no tom...
( Imagem de autor desconhecido )


Poderá também gostar de :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...