sábado, 26 de abril de 2008

POEMA DE UM PAI

Não é a tua mão
filha
que eu levo
na minha mão
é uma raiz
que eu planto em mim mesmo.
ANTÔNIO REIS,
poeta português
( Fotografia de autor desconhecido )

5 comentários:

Rosi Gouvea disse...

Assim lindo infante, que dorme tranqüilo,
Desperta a chorar;
E mudo e sisudo, cismando mil coisas,
Não pensa — a pensar.

*Gonçalves Dias*

E mais uma vez venho me encantar...

Bejos doces!

Gabriel disse...

A sensação que eu tenho é justamente essa: nós cuidamos daqueles que estão chegando, ou eles que ajudam a cuidar de nós?

Quando nos ensinam que é preciso prestar atenção, ser responsável, olhar para as necessidades dos outros...

o que será que acontece?

bjs!

Irmão Sol, Irmã Lua disse...

Lindo, doce e querida menina!
Quanta ternura e delicadeza!
O coração se comove diante da imagem e das sentidas palavras paternais.
Um beijo no seu amável coraçãozinho!
Do amigo,
Benja.

Ela disse...

Esta imagem , casou com este texto e me desabrocha uma vontade de segurar a mão.

Marilac disse...

Querida Rose,
Palavras repletas de amor e ternura...
E a imagem transmite todos esses sentimentos!

bjs
Marilac

Poderá também gostar de :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...