sábado, 14 de março de 2009

MEDITATIVO

De olhos fixos no Infinito,
sou sentinela de minha essência
e evoco um tempo de sobrevoos...
A cor da tarde -
um largo espelho no qual me fito -
me aponta rumos de imensidão...
Sorvo o silêncio como alimento;
tudo é beleza em que medito!...

( Desconheço o autor da fotomontagem )









7 comentários:

Irmão Sol, Irmã Lua disse...

Imagem LINDA, minha irmãzinha!
Quanto às palavras sempre inspiradas, percebe-se a essência de seu terno e querido coração, transbordando sentimento e espiritualidade.
Seu irmão pequenino também busca o mesmo alimento para alma e para vida, e, assim, anonimamente melhor poder servir.
Um beijo reconhecido,
Benja.

Marilac disse...

Rose,
Belas palavras! Você descreveu com tanta poesia e sensibilidade este estado de meditação onde buscamos perceber melhor nossos sentimentos e motivações.É essencial essa pausa.A alma precisa de um pouco de serenidade.

bjs
Marilac

Beth/Lilás disse...

Lindo tudo!
Quando estou em minha casa em Petrópolis, consigo visualizar e até meditar diante de tanta beleza da natureza.
Aqui, em Niterói, fica difícil, mas quando leio teu blog, me transporto e tenho bons momentos como este.
bjs cariocas

Carol Timm disse...

Rose,

Ainda vou aprender a meditar nas filas...

Mas ultimamente, confesso, medito pouco e estou sempre agitada!

Que falta me faz um pouco desse tempo de respirar e comtemplar a vida!

Linda imagem mesmo!

Beijos,
Carol

Donaella disse...

Tudo é amor no que medito! Hoje o amor está na beirada da porteira!
Gostei muito da imagem!
:*

Ela disse...

nossa que meditação maravilhosa!

saudade de ti!

Mel disse...

Rose, um beijo grande!
:*

Poderá também gostar de :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...