sexta-feira, 1 de maio de 2009

A MINHA FELICIDADE...

( Porque não se pode ser feliz sozinho... )
Fotografia: www.rodança.com.br
I
A minha felicidade não é só minha.
É minha e é do vizinho que me cerca.
Felicidade, quando sozinha,
É poesia incompleta.
A minha felicidade não é só minha.
É minha e é de cada um que me rodeia.
Quanto mais minha, mais da minha vizinha,
Como se eu fosse um ponto numa teia.
A minha felicidade é feito o cheiro
Que a cozinheira põe em seu tempero
E abre o apetite de quem cheira...
A minha felicidade não é só minha.
É como o vôo livre da andorinha.
É minha e é também da Terra inteira.
II
A minha felicidade é verdadeira.
Distribuída, permanece inteira,
E não termina, mesmo quando dada.
Fica pequenininha se trancada,
Quando é sozinha, morre abandonada,
Se eu guardo só pra mim, vira poeira.
E assim, feliz, sem ser feliz guardado,
(que digam: coisa de poetinha)
A minha felicidade é o meu legado.
Achei quando eu pensei que já não tinha.
Quando eu já me sentia um derrotado
Chegou, sem eu notar de onde é que vinha.
Mas sei que eu a tomei só emprestado:
Porque a minha felicidade não é só minha.
LUÍS ALBERTO MUSSA TAVARES
em " a palavra dada"


8 comentários:

Mel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mel disse...

Oi Rose, sinto saudades!
Estive sumida mesmo... A vida real às vezes chama mais que a virtual... E por vezes, impede certos prazeres. Porém... possibilita outros!
:) Uma fase que parece não acabar nunca, de desafios e descobertas. De aprendizagem e esquecimento para aprender.
...
Confesso que o blog já não tem mais o mesmo objetivo de seu início. Vejo como ligação para todos vocês que por aqui conheci. A catarse de antes se faz de outras formas...
É bom demais ter a tua visita, o teu carinho e as tuas palavras!
Obrigada!
Beijos e bom feriado!

Mel disse...

Rsrsrsrsrs
E quanto ao meu erro: catarse!!

:) Beijos

Carol Timm disse...

Querida Rose,

Complementando o que escrevi agora no comentário do Benja, acho que cantar no Coral é uma das melhores formas que conheço de compartilhar felicidade.

Beijos e um feliz dia para ti!
Carol

Marilac disse...

Rose,
Recordando os momentos mais felizes que vivi percebi que neles sempre estava cercada por rostos felizes, irmanados na mesma emoção e alegria! Quando partilhamos a felicidade ela se torna maior ainda!
Quantas vezes nos alegramos com as vitórias de amigos e familiares queridos.Como a energia flui com mais leveza e nos sentimos bem em momentos assim.

Bjs
com carinho,
Marilac

Irmão Sol, Irmã Lua disse...

Sim, irmãzinha, não há como ser feliz sozinho.
“Juntos o mundo fica bem melhor.
Juntos felicidade é bem maior.”
Como já cantarolou nosso amigo Doutor-Poeta.
Compartilhar e distribuir sempre.
“É dando que se recebe", não é?
Beijo do irmão,
Benja.

Beth/Lilás disse...

Querida Rose!
Menina, que poesia mais incível esta!
Tantas vezes já epnsei sobre isso, de que a felicidade não pode ser só minha, não pode ficar reclusa apenas ao que tenho e sinto.
Pena que nunca tive dotes poéticos para escrever uma coisa assim.
Sinceramente, vou 'roubar' qualquer dia ela para um post no meu blog. Posso?
Tenha um lindo final de semana e muitos beijinhos cariocas.

Andrea disse...

Querida Rose!

Acabei de passar no blog da Carol e falei justamente da alegria que nosso encontro me proporcionou.
Chego aqui e encontro este texto maravilhoso sobre a alegria. É curioso como estamos em sintonia e como as afinidades se estabelecem.
Venha me visitar sempre.
Um beijo grande.
Bom final de semana!
ps: meu computador estava mal só agora consegui responder :)

Poderá também gostar de :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...