quarta-feira, 26 de agosto de 2009

UM CASO REAL

Ele, um fotógrafo. Ela, uma jovem modelo.
Conheceram-se, como tantos, pela internet.
Apaixonaram-se. Mas havia a distância.
Para diminuí-la, ele se valeu dos seus conhecimentos fotográficos e produziu uma série de fotos em que pudessem estar juntos - expressão maior de seus desejos.
Seu trabalho ficou tão criativo que chamou a atenção de algumas revistas e jornais famosos.
A foto acima é uma da série de muitas, um exemplo artístico de que, não obstante haja dificuldades, o amor sempre busca caminhos para se expressar.


4 comentários:

Irmão Sol, Irmã Lua disse...

Rose,
Fez-me recordar do filme “Nunca ti vi, sempre te amei”.
É verdade, o amor sempre encontra um caminho, uma forma de se externar.
O que seria de nossas vidas sem essa grade virtude, que nos dá cor e encanto, aquecendo nossos corações?!
Carinho do irmãozinho,
Benja.

Beth/Lilás disse...

Oi, Rose!
Ah, vou mostrar isto ao meu filho, pois morre de medo de separar-se da namorada um dia quando precisará voltar para o Rio e estiverem formados.

Quanto à sua pergunta sobre o filme Dança com Lobos é o seguinte:

Ele, o personagem de Kevin Costner, foi chamado pelos indígenas de Dança com Lobos, devido à sua interação com aqueles animais e quando estava próximo a um deles, parecia dançar a sua volta.

beijos cariocas

Anita disse...

Nossa! Adorei a idéia, verdadeiramente o amor diminui distâncias, em todos os sentidos.

Adorei seu blog, muito acolhedor.

Bjs e bom final de semana.

Marilac disse...

Li encantada,e voltei no tempo, recordando como conheci Manuel.A distância realmente machuca, mas o amor como você diz sempre busca caminhos para se expressar .
Fiquei curiosa para ver as outras fotos, belo trabalho!
bjs
com carinho,
Marilac

Poderá também gostar de :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...